Portal dos contratos públicos

Horário de atendimento

Guimarães

9.00h às 16.00h

Vizela

9.00h às 15.30h

Tel.: 253 439 560

Fax: 253 410 444

Email: vimagua @ vimagua.pt

Resolução alternativa de litígios
Relatórios da Qualidade da Água - 1º Trimestre de 2019

Em cumprimento do disposto no Decreto-Lei n.º 152/2017, de 7 de dezembro, a Vimágua, torna público os resultados obtidos nas análises de demonstração de conformidade com os valores paramétricos definidos no anexo I do referido Decreto-Lei, relativamente ao 1º trimestre de 2019. Os resultados analíticos apresentados demonstram que a água distribuída nos concelhos de Guimarães e Vizela está em conformidade com as normas de qualidade estabelecidas no Decreto-Lei n.º 152/2017, de 7 de dezembro.

Os relatórios podem ser consultados na secção Qualidade - Relatórios.

15.05.2019
 
Simulacro no edifício sede

A Vimágua realizou esta terça feira, dia 23 de abril, um exercício de incêndio/explosão no seu edifício sede.

Este exercício teve como objetivo testar o Plano de Segurança Interno (PSI) da Vimágua, aprovado pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), de modo a aferir a exequibilidade dos procedimentos aí inscritos.

O cenário de emergência simulado foi “Incêndio/Explosão de uma viatura elétrico” na garagem do edifício sede, no piso -1, provocado por um curto circuito durante o seu carregamento, causando uma vítima ligeira por inalação de fumos.

Uma vez que, por meios próprios internos, não foi possível extinguir o incêndio, foi necessário recorrer a meios externos nomeadamente, os Bombeiros Voluntários de Guimarães, a Proteção Civil, a Polícia de Segurança Pública e a Polícia Municipal.

26.04.2019
Perturbações no fornecimento de água na freguesia de Silvares

No âmbito da substituição programada de redes de distribuição de água, os serviços da Vimágua procederam hoje, dia 1 de abril, a operações tendentes à entrada em funcionamento de uma nova conduta distribuidora e consequentemente à desativação da antiga, que apresentava vários problemas de funcionamento, com sucessivas roturas, as quais obrigavam à interrupção do serviço, com os correspondentes incómodos para os diversos utentes.

Como é prática habitual, para a entrada em serviço de novas redes efetuam-se descargas que visam eliminar a água que, em consequências das operações antes referidas, fica turva na conduta antiga e que por motivos operacionais ainda terá que se manter em serviço durante algum tempo para possibilitar a transição dos clientes da conduta antiga para a nova, sem grandes perturbações ou incómodos provocados por eventuais interrupções de longa duração.

Essas operações de descarga de água turva foram dadas por terminadas, por se constatar que a situação estaria normalizada.

02.04.2019
« Anterior Seguinte »
Reclamações / SugestõesLigações úteisBalcão DigitalFactura ElectrónicaLeitura de ContadoresLivro de Reclamações onlineLinha Ambiente
Subscrever Newsletter
Empresa certificada - Âmbito: Captação, Tratamento e Distribuição de Água para consumo humano